Bolsas

Câmbio

Ibovespa encerra a semana com queda de 2,46%

Os primeiros dois pregões de junho foram marcados pela cautela e pelo fraco volume de negócios na bolsa de valores. As incertezas políticas e as dúvidas em relação à aprovação das reformas estruturais fizeram com que os investidores reduzissem os negócios. Além disso, há outros dois fatores que ajudaram a reduzir as transações no pregão de hoje.


O primeiro é que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve começar a julgar na terça-feira a ação que investiga se a chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014 - o que pode levar o atual presidente à perda do mandato. A ação foi movida pelo PSDB, em 2014, e ao todo, o TSE fará quatro sessões para a análise da ação.


Outro fator que impôs cautela ao mercado financeiro é a possibilidade de que o ex-ministro Antônio Palocci faça uma delação premiada e que envolva bancos e empresas. "Neste cenário de incerteza, a melhor coisa a fazer é manter a cautela", diz um operador. O Ibovespa fechou com leve alta de 0,36% aos 62.511 pontos, com giro financeiro de R$ 5,3 bilhões. Na semana, o índice acumula queda de 2,46%. No ano, a bolsa ainda tem alta de 3,79%.


Entre as ações com maior participação no Ibovespa, os papéis da Vale, que registraram baixa durante todo o pregão, fecharam em alta. As ações PNA da mineradora subiram 0,20% e os papéis ordinários tiveram alta de 0,41%. O preço do minério de ferro subiu 3,3%, em Qingdao, na China, para US$ 57,79 a tonelada.


As ações da Petrobras, que operaram com comportamentos distintos durante o dia, fecharam o pregão com alta. Os papéis preferenciais subiram 1,79% e as ações ordinárias ganharam 1,48%. Os contratos futuros de petróleo WTI para julho caíram 1,5% a US$ 47,66 o barril. A Petrobras contratou uma linha de financiamento de R$ 7 bilhões junto ao Banco do Brasil. A modalidade contratada foi a de Nota de Crédito à Exportação (NCE), com vencimento em 2022.


Os papéis do setor financeiro também fecharam com comportamentos distintos. A maior queda ficou com os papéis ordinários do Bradesco, que recuaram 1,43%. Já a ação que mais subiu foi a do Itaú Unibanco, que teve alta de 1%. Entre as ações mais negociadas, as maiores altas do dia ficaram com os papéis da


Cemig, com alta de 2,68%, seguida por EcoRodovias, com valorização de 2,25% e Cielo, com alta de 2,09%.


A Cemig anunciou que cancelou ? ao menos por enquanto ? a oferta subsequente de ações da Light, que iria diluir sua participação e ajudar a resolver o problema de opção de venda do grupo de bancos que é sócio da empresa, que vence em novembro. As ações da Light fecharam com queda de 6,39%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos