Bolsas

Câmbio

Parlamentares querem que Fachin explique relação com delator da J&F

Deputados da base de apoio ao governo na Câmara protocolaram nesta quinta-feira (1º) na Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJ) da Casa um requerimento no qual solicitam que o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), explique sua relação com o delator Ricardo Saud, que foi lobista do grupo J&F.


O pedido questiona, com base em matérias veiculadas na imprensa, de que maneira Saud teria colaborado para que Fachin fosse referendado ministro do STF pelo Senado em 2015.


Os deputados Fausto Pinato (PP-SP), Carlos Marun (PMDB-MS), Alexandre Baldy (Podemos-GO), Valtenir Pereira (PMDB-MT), Soraya Santos (PMDB-RJ), Carlos Bezerra (PMDB-MT) e Darcísio Perondi (PMDB-MS) são alguns dos parlamentares que assinam o requerimento.


O documento é composto por cinco questões que visam esclarecer em que condições Saud teria pedido apoio aos parlamentares para garantir a legitimação da nomeação de Fachin e se houve algum tipo de compromisso do magistrado com os parlamentares procurados ou com a JBS.


Além disso, o requerimento indaga se o ministro da Corte era consciente das "práticas criminosas da JBS e de seus diretores" e se os atos de Saud podem desabonar sua conduta ou "comprometer-lhe o exercício" de suas atividades no Supremo.


No requerimento, os parlamentares solicitam ainda que Fachin explique a razão de ter escolhido Saud para a "delicada missão" junto aos senadores e local e data onde o magistrado teria conhecido o executivo e quantas vezes esteve com ele no Congresso ou fora dele.


Ao final do documento, os deputados da base governista pedem que o ministro esclareça os fatos para que "o inatacável comportamento, que o caracteriza, continue acima de quaisquer insinuações ou comentários desabonadores de sua conduta".


O requerimento solicita ainda que o tema seja pautado e apreciado com urgência na CCJ.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos