Bolsas

Câmbio

Dólar e juros futuros operam queda; cena política gera cautela

O dólar e os juros futuros operam em baixa nesta quarta-feira, afastando-se das mínimas registradas mais cedo. O movimento nos ativos tem como pano de fundo a retomada do julgamento da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer de 2014 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Por volta das 11h30, o DI janeiro/2021 operava a 10,430%, ante 10,450% no ajuste anterior, já com algum espaço na comparação com a mínima de 10,380%.


O julgamento da chapa Dilma-Temer é o grande tema do momento nos mercados e, por ora, a leitura é de que o governo pode sair vitorioso da Corte. Os mercados operam com uma calmaria relativa diante da percepção de que, apesar da crise política, o governo Temer tem dado sinais de que pode superar obstáculos e ganhar tempo para avançar com a agenda reformista. A aprovação da proposta trabalhista na CAE do Senado ontem seria um sinal disso.


No entanto, não é possível dizer que o ambiente vai continuar tranquilo. Para além das decisão do TSE, as incertezas políticas devem continuar. O resultado na Corte é passível de recurso no caso de condenação de Temer. Por outro lado, mesmo que consiga placar favorável, o pemedebista ainda está envolvido em investigação da Procuradoria-Geral da República (PGR).


No câmbio, o dólar operava em baixa de 0,13%, cotado a R$ 3,2723, tendo marcado R$ 3,2846 na máxima.


O contrato futuro para julho, por sua vez, caía 0,24%, a R$ 3,2890.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos