Bolsas

Câmbio

Dólar tem leve queda, mas indefinição política trava mercado

O dólar oscilou em queda pela manhã, ganhou força à tarde e acabou encerrando a quarta-feira em ligeira baixa frente ao real. O vaivém reflete o sentimento de indefinição do mercado com o noticiário político doméstico, em meio a julgamento do TSE que pode destituir Michel Temer da Presidência da República.


Alguns no mercado dizem que a absolvição no TSE por um placar de cinco a dois daria a Temer força para obter, na Câmara dos Deputados, o impedimento de denúncia a ser oferecida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente precisa de pelo menos um terço dos votos da Câmara para impedir que a denúncia seja levada ao STF.


A cassação do mandato de Temer já no julgamento do TSE, porém, também é vista por alguns profissionais como um meio de "destravar" o cenário político. Mas também há quem veja que a permanência de Temer no poder daria mais chances à aprovação das reformas, ainda em que ritmo mais lento que o desejado.


No fechamento, o dólar comercial caiu 0,12%, a R$ 3,2732, após oscilar entre R$ 3,2864 e R$ 3,2648.


No mercado futuro, o dólar para julho cedia 0,17%, a R$ 3,2915.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos