OGX: Ações oscilam desde o pedido para encerrar recuperação judicial

As fortes oscilações das ações da Oléo e Gás Participações (OGPar) e da sua controlada OGX acontecem desde que as empresas informaram, no começo do mês, terem entrado com um pedido de encerramento do processo de recuperação judicial.


Segundo esclarecimento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as empresas desconhecem fatos que possam justificar a intensa movimentação dos papéis mas que, desde 2 de junho, quando ingressaram com o pedido para encerrar a recuperação, o volume de negócios com as ações "vem apresentando variações atípicas".


No dia 2, a OGPar encerrou em alta de 56%, enquanto a OGX subiu 35%. No mês, até ontem (20), a OGPar acumula alta de 94,12% e, a OGX, de 31,89%.


Ontem, o papel da OGX fechou com queda de 3,41%, cotado a R$ 3,97, enquanto o da OGPar recuou 2,94%, a R$ 1,98.


"Além disso, fatores que comumente influenciam o comportamento das negociações de ações de emissão da Companhia são a cotação do barril de petróleo no mercado internacional e as flutuações cambiais", diz o esclarecimento, destacando, porém, que não é possível confirmar que esses elementos têm correlação com a cotação dos papéis.


O comunicado também informa que não foram recebidas quaisquer notificações sobre aquisição ou venda de fatias relevantes que não tenham sido divulgadas devidamente, e que a empresa questionou seus administradores sobre possíveis informações a serem publicadas.


Até o momento, no entanto, não há novos fatos que ensejem comunicação ao mercado, de acordo com o esclarecimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos