Bolsas

Câmbio

Cade investiga cartel no setor de válvulas para motor e Mahle é citada

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) instaurou ontem (27) um processo administrativo para apurar práticas de cartel no setor de válvulas para motor, guias de válvulas e assentos de válvulas no Brasil e Argentina.


Segundo a autoridade antitruste, a prática teve efeitos no mercado nacional independente de peças de reposição.


No total, quatro companhias estão sendo investigadas: a Basso, a TRW Automotive, a Valbras Indústria Comércio e a Mahle Metal Leve.


"Há evidências de que essas empresas fixaram preços e condições comerciais, dividiram mercado entre concorrentes e trocaram informações comercial e concorrencialmente sensíveis, alinhando aumento de preços, combinando percentuais e datas para reajustes", diz a nota do Cade.


Além das quatro companhias, a investigação envolve práticas que teriam sido conduzidas por pelo menos 17 pessoas físicas ligadas às empresas. Elas teriam implementado as ações por meio de troca de e-mails, reuniões presenciais e contatos telefônicos entre 2007 e 2012.


Os acusados serão notificados para apresentar suas defesas e, ao final do processo, a Superintendência-Geral vai opinar pela condenação ou arquivamento do caso. Em seguida, ele será encaminhado para julgamento pelo tribunal administrativo da Cade, que tomará a decisão final.


Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na manhã desta quarta-feira (28), a Mahle Metal Leve confirma que tomou conhecimento de estar no grupo das empresas investigadas e que "cooperará com as autoridades para esclarecer os fatos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos