Bolsas

Câmbio

PGR deve se manifestar sobre pedido de Temer para intimar peritos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin pediu que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre uma série de pedidos feitos pela defesa do presidente Michel Temer no âmbito do inquérito que o investiga por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça.


Na quarta-feira, os advogados Antônio Mariz e Gustavo Guedes solicitaram a Fachin que intime peritos da Polícia Federal (PF) a responder, em um prazo de dez dias, outras 12 questões sobre os áudios gravados pelo empresário Joesley Batista, sócio do grupo JBS. Esses quesitos adicionais foram elaborados pelo perito particular Ricardo Molina, contratado por Temer, mas não foram explicados pela PF.


A defesa também pede acesso aos gravadores utilizados na gravação periciada, para que possa realizar "testes" nos aparelhos. Outra demanda dos advogados do presidente é o acesso a sete arquivos de áudio que, antes apagados do aparelho, foram recuperados durante o trabalho da perícia. Os advogados dizem que essa medida é imprescindível para "subsidiar a ampla defesa" de Michel Temer no processo.


"Considerando que os autos encontram-se em carga com o PGR, envie-se o pleito, por expediente avulso, para que também se manifeste acerca do contido", diz Fachin, no despacho.


Temer foi acusado pela PGR de praticar o crime de corrupção passiva. Segundo os investigadores, ele seria o destinatário final de R$ 38 milhões de propina da JBS, intermediada pelo ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), já preso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos