Bolsas

Câmbio

Ibovespa testa os 63 mil pontos com fraco giro financeiro

Mesmo com um dos menores volumes financeiros do ano, o Ibovespa encerrou o pregão acima dos 63 mil pontos pelo segundo dia consecutivo. Apesar da recuperação, o índice não sinaliza uma trajetória de alta. O novo patamar foi consolidado pela recuperação do preço das commodities no mercado internacional. "Enquanto não houver uma definição política, o Ibovespa vai continuar patinando", diz o analista Rafael Figueredo, da Clear Corretora.


O Ibovespa teve movimentos de lateralidade durante todo o dia e fechou com leve baixa de 0,08% aos 63.232 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 2,5 bilhões, o menor patamar desde 26 de dezembro do ano passado, quando o movimento ficou em R$ 1,6 bilhão. Como os investidores americanos são responsáveis por mais da metade dos negócios na bolsa brasileira, a ausência deles devido ao feriado de dia da independência, restringiu os negócios no mercado de ações.


Em junho, os estrangeiros retiraram R$ 767,8 milhões da bolsa, segundo dados da B3. Como comparação, em junho do ano passado eles haviam deixado R$ 1,1 bilhão no mercado de ações. Neste ano, o saldo é positivo em R$ 4,8 bilhões, mas está distante dos R$ 12,6 bilhões que ingressaram no país no mesmo período do ano anterior.


Entre as ações mais negociadas, os destaques de alta ficaram com as ações da Estácio, que subiram 1,84%, seguidas por EcoRodovias, com alta de 1,66% e Marfrig, com ganho de 1,03%.


No setor de commodities, as ações da Vale fecharam em baixa, com os papéis ordinários caindo 0,10% e as ações preferenciais da classe A com baixa de 0,15%. O preço do minério de ferro caiu 1,65% no porto de Qingdao, na China, para US$ 63,23 a tonelada. As ações da Petrobras fecharam com alta. Os papéis ordinários subiram 0,30% e as ações preferenciais tiveram ganho de 0,57%.


No cenário político, os investidores aguardam para o final do dia o anúncio do nome do relator que vai analisar a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva. O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), disse que fará o anúncio por volta das 18h.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos