Bolsas

Câmbio

Produção industrial sobe 0,8% e tem melhor maio desde 2011

A produção da indústria brasileira cresceu 0,8% em maio, perante um mês antes, feitos os ajustes sazonais, informa o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi o melhor resultado para o mês, na série ajustada, desde 2011, quando a atividade cresceu 2,7%.


O resultado de maio veio um pouco acima da média estimada por 26 analistas consultados pelo Valor Data, de crescimento de 0,7%. O intervalo das estimativas ia de alta de 0,2% até avanço de 2%.O dado de abril foi revisado de alta de 0,6% para crescimento de 1,1%, na série dessazonalizada.


Na comparação com maio de 2016, a produção industrial subiu 4%. Em abril, no mesmo tipo de comparação, houve queda de 4,3% (taxa revisada de baixa de 4,5%). Nesse tipo de comparação éo melhor resultado para maio desde 2010, quando a indústria cresceu 14,3%. A expectativa dos economistas ouvidos pelo Valor Data era de aumentode 3,4%.


A produção industrial avançou 0,5% nos primeiros cinco meses do ano, mas diminuiu 2,4% nos 12 mesesencerrados em maio. Nos 12 meses até abril, esse acumulado estava negativo em 3,6%.


Categorias econômicas


De abril para maio, a produção de bens de capital subiu 3,5%, a de bens intermediários cresceu 0,3%; a de bens duráveis avançou 6,7% e a de bens semi e não duráveis teve alta de 0,7%, com ajuste sazonal.


Em relação ao mesmo período de 2016, a produção de bens de capital registrou elevação de 7,6%, a de bens intermediários teve incremento de 2,9%; a de bens duráveis aumentou 20,7% e a de bens semi e não duráveis registrou acréscimo de 1,4%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos