Vendas domésticas de papel acumulam baixa de 2,3% no ano até maio

Segundo o cenário mensal da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), as vendas de papéis no mercado interno ficaram praticamente estáveis em maio, depois de terem voltado ao terreno negativo em abril, e subiram 0,2%, para 442 mil toneladas. Enquanto as vendas de cartões caíram 2,4%, a 41 mil toneladas, as de papel de imprimir e escrever recuaram 5%, para 113 mil toneladas.


Com esse desempenho, no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, as vendas domésticas de papéis registram baixa de 2,3%, com 2,139 milhões de toneladas.


As exportações, que no ano passado foram impulsionadas pela estratégia das papeleiras de direcionar maior volume de produção ao mercado externo para compensar a fraqueza da economia local, subiram 0,5% em maio, para 190 mil toneladas. Nos cinco primeiros meses do ano, o crescimento foi de 1,8%, a 892 mil toneladas.


As importações de papéis, por sua vez, voltaram a subir e avançaram 15,4%, para 60 mil toneladas. De janeiro a maio, a alta foi de 4,8%, a 285 mil toneladas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos