Bolsas

Câmbio

CVM estima déficit de servidores de 31% em 2018

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) voltou a abordar a questão do déficit de servidores no relatório que divulgou os resultados do plano de supervisão baseada em risco referente ao segundo semestre de 2016. Agora, a autarquia calcula que este déficit poderia chegar a 31% ao final de 2018. No relatório anterior, o regulador falava em 28% em 2017.


A ausência de concurso público destinado à reposição do quadro de servidores efetivos da CVM é um dos principais fatores limitadores à execução do plano bienal 2015-2016, disse a autarquia no documento.


O último concurso público foi realizado em 2010, com o ingresso de 236 servidores entre 2011 e 2016. A CVM possui 610 vagas aprovadas, e 493 estavam ocupadas em outubro de 2016.Entre 2010 e maio de 2017, 195 servidores dos quadros de nível superior e intermediário deixaram a aurtarquia.


Considerando a vacância atual de 133 vagas mais as 58 vacâncias esperadas em 2018 - 43 aposentadorias mais 15 exonerações estimadas -, projeta-se um total de 191 vagas, um déficit de 31%."O quadro da autarquia retrocederia a níveis similares aos de 2009, quando a criticidade da situação motivou a realização de um novo concurso", diz a CVM no documento.


A autarquia também afirma que essa limitação ampliará o risco operacional da instituição, inclusive em razão do tempo necessário para a "plena capacitação" dos novos servidores às novas funções.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos