Bolsas

Câmbio

Juros futuros testam novas mínimas após ata do Copom

Os juros futuros operam em queda nesta terça-feira, enquanto os agentes financeiros avaliam os novos sinais para a política monetária. Nos contratos curtos e intermediários, as taxas voltam a testar novas mínimas históricas. A ata da última reunião do Copom reiterou a mensagem de que há espaço para novo corte de 1 ponto percentual da Selic em setembro, na avaliação de especialistas. Também foi entendido que o ciclo de flexibilização monetária deve terminar com a taxa mais próxima de 7%, ou até abaixo disso na leitura de algumas casas.


Às 9h43, o DI janeiro/2018 caía a 8,220% (8,265% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2019 recuava a 8,040% (8,100% no ajuste anterior).O DI janeiro/2021, por sua vez, marcava 9,240% (9,280% no ajuste anterior).


No câmbio, o dólar comercial marcava R$ 3,1186, em alta de 0,01%, e o contrato futuro para setembro cedia 0,25%, a R$ 3,1390.


Hoje, os agentes financeiros também conheceram os números da produção da indústria brasileira, que ficou estável na passagem de maio para junho, na série com ajustes sazonais, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos