Bolsas

Câmbio

Aécio continua afastado e Tasso vai tocar reforma no PSDB

O senador Tasso Jereissati (CE) continuará no comando do PSDB. Após mais de um mês de indefinição, os tucanos decidiram pela permanência dele no cargo de presidente interino da sigla até dezembro, quando será realizada uma nova convenção nacional para renovar toda a direção do partido. Nesta data, o PSDB quer definir também quem será o seu candidato a presidente da República em 2018.


O senador Aécio Neves (MG) continuará como presidente afastado, mas caberá a Tasso conduzir a sigla. "Fiz um apelo a Tasso para que ele continue presidente do PSDB. Tasso vai conduzir a rediscussão do programa partidário. É ele, Tasso, quem tem melhores condições para fazer a renovação do PSDB", anunciou Aécio.


A decisão é uma reviravolta na legenda. A tendência era, até ontem, que Tasso devolvesse a presidência do partido a Aécio. O mineiro trabalhou fortemente nos últimos dias para aumentar os votos na sigla em favor do presidente Michel Temer, na denúncia rejeitada ontem pela Câmara. Tasso, que tem defendido o rompimento do PSDB com o governo, se irritou com a ação de Aécio.


A pressão interna, contudo, fez Aécio recuar. Além da proximidade com os deputados "cabeças-pretas", Tasso recebeu apoio em carta aberta dos economistas tucanos Elena Landau, Edmar Bacha, Gustavo Franco e Luiz Roberto Cunha.


A permanência do PSDB no governo a partir de agora, disseram Aécio e Tasso, é uma questão secundária. "Se Temer quiser tirar todos os nossos ministérios, não fazemos questão. É problema dele", disse Tasso.


O PSDB, contudo, continuará firme no apoio às reformas, asseguraram. "Nas questões programáticas, nenhum partido tem sido mais coeso que o PSDB", apontou Aécio. "Aquilo que é programático, vamos trabalhar para ter votos homogêneos e maciços em favor das reformas, como a Previdência", reforçou Tasso.


Em dezembro, será realizada a convenção nacional para escolha de uma nova direção partidária. Esse processo deveria ocorrer apenas em maio de 2018, mas será adiantado. Se até lá houver consenso em torno de um nome para ser o candidato do PSDB à Presidência da República, ele já será anunciado. "Havendo mais de uma alternativa, mais de um candidato a presidente, realizaremos prévias em fevereiro ou março", anunciou Aécio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos