Neoenergia lucra R$ 129,2 milhões no 2º trimestre, alta de 31%

A Neoenergia, grupo de energia controlado pela Iberdrola, a Previ e o Banco do Brasil, teve lucro líquido atribuível aos sócios controladores de R$ 129,2 milhões no segundo trimestre deste ano, crescimento de 31% sobre o ganho de R$ 98,6 milhões em igual período do ano passado. As informações foram remetidas na noite desta quinta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).


Na mesma comparação anual, a receita líquida cresceu 14,3%, para R$ 4,316 bilhões, enquanto o custo de bens e serviços vendidos aumentou 16,8%, para R$ 3,401 bilhões.


O resultado bruto foi de R$ 914,7 milhões no período abril/junho deste ano, crescimento de 5,9% sobre os R$ 863,1 milhões do mesmo intervalo do 2016.


As despesas operacionais cresceram 7,2% entre os dois períodos, somando R$ 389,3 milhões neste segundo trimestre.


O lucro antes de juros e impostos (Ebit) somou R$ 525,4 milhões no segundo trimestre deste ano, crescendo 5% ante os R$ 500 milhões do mesmo trimestre de 2016.


O resultado financeiro teve recuo de 2,4% no segundo trimestre deste ano (R$ 330,6 milhões) na comparação com o mesmo período de 2016 (R$ 338,8 milhões).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos