IGP-M tem alta de 0,03% na segunda prévia de agosto

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) registrou avanço de 0,03% na segunda prévia de agosto, após quatro quedas consecutivas. Na segunda parcial de julho, o indicador cedeu 0,71%. De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-M acumula baixa de 2,62% no ano e de 1,77% em 12 meses.


Os preços no atacado, mensurados pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), deixaram recuo de 1,14% na parcial de julho para queda de 0,14% na leitura atual. Boa parte dessa pressão veio do grupo de matérias-primas brutas (-1,78% para 0,98%), influenciado pelo minério de ferro. A commodity subiu 10,49% em agosto, depois de cair 0,95% no levantamento anterior.


A segunda prévia do IGP-M também captou aceleração dos preços ao consumidor. O IPC subiu 0,36% no período, após registrar elevação de 0,04% um mês antes.Das oito classes de despesa avaliadas, o destaque ficou com transportes(-0,48% para 1,70%), com impacto do item gasolina (-2,32%para 8,52%).


Outras contribuições para a alta do IPC partiram de habitação (0,41% para 0,56%) e comunicação (0,17% para 0,30%). Nestas classes de despesa, destacam-se os itens tarifa de eletricidade residencial (0,33% para 2,67%) e tarifa de telefone móvel (0,16% para 0,41%), respectivamente.


O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou, na segunda parcial de agosto, alta de 0,31%. Um mês antes, teve elevação de 0,13%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou alta de 0,08% e aquele que representa o custo da mão de obra subiu 0,50%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos