Monitor do PIB aponta queda de 0,24% no segundo trimestre, indica FGV

O Monitor do PIB da Fundação Getulio Vargas (FGV) indica queda de 0,24% do Produto Interno Bruto brasileiro no segundo trimestre, quando comparado ao primeiro. No primeiro trimestre, o indicador havia subido 0,99%. O resultado negativo foi influenciado pela retração na agropecuária (-4,63%) e na indústria total (-0,27%), segundo a FGV.


Os serviços, na comparação com o primeiro trimestre, avançaram 0,19%. Pelos componentes da demanda, cresceram entre o primeiro e segundo trimestres o consumo das famílias (1,17%), do governo (0,79%) e a formação bruta de capital fixo (0,25%).


Em junho, na comparação ajustada sazonalmente com maio, o Monitor indica alta de 2,65% do PIB, após ter recuado 5,79% em maio, na comparação com abril. Em relação a junho de 2016, o Monitor indica retração de 1,2%.


Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o PIB apresentou recuo de 0,3% no segundo trimestre com destaque para o desempenho negativo da indústria (-1,8%). Esta, por sua vez, foi influenciada, principalmente, pela significativa retração da atividade de construção (-7,4%).


O consumo das famílias subiu 0,6% no segundo trimestre, na comparação com o mesmo trimestre em 2016. De acordo com a FGV, esta é a primeira variação positiva do componente após registrar nove trimestres consecutivos de queda. No mesmo período, o consumo de serviços é o único que está com resultados negativos (-1%). O consumo de bens não duráveis cresceu 0,5%, o de semiduráveis avançou 7,3% e o consumo de duráveis registrou alta de 3,8%.


A formação bruta de capital fixo (FBCF) apresentou retração de 5,1% no segundo trimestre em comparação ao mesmo período do ano anterior. Na comparação interanual, o desempenho do componente de máquinas e equipamentos continua em patamar positivo (0,4%), porém contribuiu pouco para a melhora do indicador (0,1 p.p.). O componente de construção continua com forte queda (-9%) com impacto de -4,6 p.p. para a taxa trimestral da FBCF.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos