Bolsas

Câmbio

Dólar fecha em alta com apreensão nos EUA e agenda local

O dólar fechou em alta moderada frente ao real nesta segunda-feira, a última de agosto. A moeda ganhou 0,27%, a R$ 3,1626. No mercado futuro, o dólar para setembro subia 0,11%, a R$ 3,1675.


O pregão de maneira geral foi fraco para os principais pares do real, o que acabou se estendendo às operações locais. O destaque negativo vai para o peso mexicano, que caía 1,40% no fim da tarde - maior queda global nesta sessão -, em meio a renovadas preocupações com políticas do presidente americano, Donald Trump.


Aqui, o câmbio deve ter uma semana mais volátil, típica de fim de mês, quando ganha força a "briga" entre comprados e vendidos em dólar. A agenda dos próximos dias também deve gerar alguma cautela. O governo quer votar no Congresso Nacional na terça-feira a revisão das metas fiscais de 2017 e 2018. Na quarta, o foco se volta para a medida provisória que cria a TLP - com destaques que ainda precisam ser apreciados. O governo ainda tenta acordo para o Refis para esta semana, de acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS).


Fora a agenda de ordem econômica, o mercado observa chances de a PGR apresentar nova denúncia contra o presidente Temer enquanto este estiver em viagem. Temer embarca amanhã para o exterior e retorna apenas em 7 de setembro.


Faltando apenas três pregões para o fim do mês, agosto caminha para deixar o real na terceira pior posição nos mercados de câmbio do mundo. A moeda recua 1,40% no período, melhor apenas que o dólar neozelandês (-3,33%) e a libra esterlina (-2,04%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos