Bolsas

Câmbio

Confiança do consumidor volta a crescer em agosto, informa CNI

A confiança dos consumidores voltou a crescer em agosto, puxada por uma melhor percepção na situação de endividamento das famílias e menor proporção daqueles que temem perder o emprego. O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) subiu 2,1% na comparação com julho.


De acordo com a CNI, no entanto, o aumento do Inec é insuficiente para reverter o desempenho negativo em maio e julho - em junho, ficou estável. O índice é 0,4% inferior ao registrado em agosto de 2016 e está 6,2% abaixo da sua média histórica.


Na abertura dos componentes do Inec, a maioria, segundo a CNI, subiu entre julho e agosto, o que para esta pesquisa representa uma melhora na avaliação dos consumidores em relação a cada item. Em relação ao desemprego, o indicador subiu 7,4%, refletindo uma queda na parcela de entrevistados que teme o desemprego. O indicador de endividamento também avançou, 4,7%, o que nesse caso representa uma melhor avaliação das famílias em relação ao tema - e redução nas dívidas.


A percepção dos consumidores em relação à situação financeira também melhorou, 2,2% em relação a julho e 3,2% sobre igual mês do ano passado. Somente a avaliação a respeito da inflação que ainda registrou queda (-1,7%) em comparação a julho. Na comparação com igual período de 2016, o indicador caiu 5,5%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos