Bolsas

Câmbio

Moro nega a Cunha transferência para sistema prisional de Brasília

O juiz federal Sergio Moro negou à defesa do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pedido para que o ex-parlamentar seja transferido do Complexo Médico Penal (CMP) em Pinhais (PR), onde cumpre execução provisória de pena, para uma unidade prisional em Brasília.


Cunha será ouvido em ação penal em que é réu e que tramita na 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal em 22 de setembro.


"É o caso de deferir a requisição da apresentação do preso para o interrogatório, facilitando a sua ampla defesa. (...) Não cabe, porém, a transferência definitiva para o sistema prisional do Distrito Federal, pois inexiste causa para tanto, observando que a família do condenado sequer reside naquela localidade", decidiu o juiz da Lava-Jato em Curitiba.


Além de já condenado em primeira instância por corrupção e lavagem na Justiça Federal do Paraná - pelo recebimento de propina milionária em negócio da Petrobras na África --, Eduardo Cunha é réu no processo que tramita em Brasília por corrupção passiva com cobrança de propina de empresas interessadas em obter empréstimos do FI-FGTS da Caixa Econômica Federal. Nesta mesma ação também respondem por corrupção o ex-ministro de Michel Temer, Henrique Eduardo Alves, que está preso preventivamente por suspeita de desvio de recursos na obra da Arena das Dunas, em Natal.


Também são réus no processo em curso no judiciário federal de Brasília o doleiro e agora delator Lúcio Funaro, o ex-vice-presidente da Caixa, Fábio Cleto, e o ex-sócio de Funaro e também delator, Alexandre Margotto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos