Bolsas

Câmbio

Produção industrial surpreende com alta de julho, diz IBGE

A indústria brasileira iniciou o segundo semestre com uma alta maior do que a prevista pelo mercado. A produção do setor cresceu 0,8% na passagem de junho para julho, pela série com ajustes sazonais, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


O resultado ocorre após a alta de 0,2% do indicador em junho, frente ao mês anterior ? dado foi revisado de estabilidade. A produção industrial já havia crescido 1,2% em abril e 1,2% em maio. São, agora, quatro meses de alta.


Nessa base de comparação, pela série dessazonalizada, foi o melhor resultado para o mês de julho desde 2014 (+1,3%).


O desempenho superou a estimativa média e o teto de previsões de 27 instituições financeiras e consultorias ouvidas pelo Valor Data, que previam alta de 0,4% de junho para julho. O intervalo das estimativas ia de alta de 0,1% a alta de 0,7%.


Quando comparada a junho do ano passado, a produção cresceu 2,5%. É o melhor mês de julho desde 2013 (3,4%). A expectativa média das instituições e consultorias ouvidas pelo Valor Data era de alta de 1,5% nessa comparação.


Agora, a produção industrial cresce 0,8% no acumulado deste ano. Nos 12 meses encerrados em julho, a baixa acumulada é de 1,1% ? desempenho melhor do que o visto em junho, quando tinha queda anual de 1,9%.



[module:valor_wysiwyg|src:sites/default/files/infograficos/Brasil/ProducaoIndustrialAno/producao_industrial_mensal_julho2017_430.html|width:100%|height:430]

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos