Bolsas

Câmbio

STJ nega pedido de Lula que questionava suposta parcialidade de Moro

O ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou seguimento a um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que questionava a suposta parcialidade do juiz Sergio Moro para conduzir as investigações da Operação Lava-Jato.


Moro já condenou Lula em uma ação penal que tramita na 13ª Vara Federal de Curitiba.


O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) já havia negado que o juiz federal fosse considerado suspeito para julgar Lula. Para o colegiado, ao contrário das alegações da defesa do petista, manifestações de Moro em textos jurídicos ou em palestras não podem ser considerados motivos para suspeição.


Fischer destacou que uma eventual configuração sobre a suspeição de Moro dependeria do reexame dos elementos de prova, o que contraria uma súmula do próprio STJ.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos