Bolsas

Câmbio

Avianca Holdings busca pilotos estrangeiros para substituir grevistas

A Avianca Holdings, grupo aéreo colombiano controlado pela família Efromovich ? também dona da Avianca Brasil ? iniciou um processo de seleção para contratar pilotos estrangeiros e cobrir vagas de profissionais da companhia que estão em greve desde 20 de setembro.


Cerca de 700 dos 1,2 mil pilotos da empresa estão sem trabalhar em movimento que reivindica reajuste salarial e mudanças no acordo trabalhista. O impasse nas negociações entre a Associação Colombiana dos Pilotos Civis (Asociación Colombiana de Aviadores Civiles, ou Acdac) e a companhia levou o governo a determinar a formação de um tribunal de arbitragem.


A legislação colombiana determina que uma aérea do país pode contratar até 10% dos pilotos de nacionalidade estrangeira. Assim, a Avianca pode contratar no máximo 120 profissionais.


Segundo a companhia, mais de 1,89 mil candidatos se inscreveram para o processo.


A paralisação já provocou o cancelamento de quase 3 mil voos nessas duas semanas, afetando diariamente 22 mil passageiros. Para atenuar o impacto na malha, a Avianca Holdings tem contado com a ajuda da Avianca Brasil, que está fazendo as rotas entre Bogotá e São Paulo.


A Avianca Holdings é controlada pelo grupo Synergy, dos irmãos Efromovich, que também são donos da Avianca Brasil. Apesar de terem os mesmo controladores, essas empresas são separadas formalmente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos