Bolsas

Câmbio

Dólar e juros futuros revertem alta e caem após dados dos EUA

O viés de alta do dólar e juros futuros foi revertido após a divulgação de indicadores dos Estados Unidos. Os ativos agora apontam para baixo, em linha com o movimento nos mercados globais.


O índice de preços ao consumidor americano (CPI) subiu 0,5% em setembro ante agosto, registrando assim o maior ganho mensal desde janeiro. No entanto, o resultado ficou aquém do esperado, de alta de 0,6%. O núcleo da inflação também ficou abaixo das expectativas, ao subiu 0,1% ante previsão de 0,2%.


Os números de inflação são acompanhados de perto pelos investidores em busca de sinais sobre o ritmo de aperto monetário dos Estados Unidos. Com a inflação ainda contida, haveria menos argumentos para quem defende uma postura mais dura do Federal Reserve (Fed).


Numa lista de 33 divisas globais, apenas duas perdiam terreno ante o dólar. O real estava entre os 10 melhores desempenhos do dia, próximo do rublo russo.


Por volta das 10h30, o dólar comercial caía 0,45%, a R$ 3,1572.O contrato futuro para novembro, por sua vez, baixava 0,38%, a R$ 3,1685.


Na renda fixa, o DI janeiro/2021 recuava a 8,900% (8,930% no ajuste anterior). Já o DI janeiro/2018 cedia a 7,394% (07,404% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2019 era negociado a 7,270% (7,290% no ajuste anterior).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos