Bolsas

Câmbio

Após abrir em queda, dólar muda de rumo e opera acima de R$ 3,27

O mês de novembro começou com sinal de queda do dólar ante o real, mas a primeira hora de negócios é marcada por instabilidade. Os investidores estão à espera de novidades do Federal Reserve (Fed, banco central americano).


Hoje, está prevista a decisão de política monetária do banco central americano, que deve manter as taxas de juros inalteradas. O principal evento, entretanto, deve vir amanhã, com o esperado anúncio sobre quem presidirá a instituição no fim do mandato de Janet Yellen. O mercado brasileiro estará fechado por causa de feriado, por isso não se descarta um pouco mais de cautela hoje.


O nome do atual diretor Jerome Powell é visto como favorito para assumir o cargo, o que seria lido pelo mercado como indicação de manutenção de uma postura gradualista no processo de normalização das condições monetárias.


Às 9h44, o dólar comercial subia 0,15%, cotado a R$ 3,2775.


Já os juros futuros oscilavam bem próximos da estabilidade. O DI janeiro/2019 era negociado a 7,280% (7,270% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2021 marcava 9,210% (9,180% no ajuste anterior).


Não se descarta, contudo, alguma pressão adicional vinda do leilão tradicional de títulos prefixados. A Secretaria do Tesouro Nacional realiza nesta quarta-feira leilão tradicional de Letras do Tesouro Nacional (LTN) e Letras Financeiras do Tesouro (LFT).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos