Bolsas

Câmbio

Dólar fecha em queda após Fed manter juro

O dólar começou novembro em leve queda frente ao real, com a moeda brasileira integrando a lista de divisas emergentes que mantiveram desempenho positivo após a decisão de política monetária nos Estados Unidos.


A cotação foi às mínimas do dia na sequência da decisão do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), do Fed. Além de não ter trazido sinais adicionais a favor de altas de juros, o comunicado do Fomc classificou o núcleo da inflação como "suave", dando argumentos para apostas de que o BC dos EUA segue menos convicto de uma retomada mais clara dos preços.


De toda forma, o mercado viu o texto como reforçador da perspectiva de mais alta de juros em dezembro, o que ajuda a explicar o desempenho mais fraco de moedas como euro (-0,21%), iene (-0,41%) e franco suíço (-0,63%).


O resultado da reunião do Fed hoje teve atenção dividida com expectativas de anúncio ainda nesta semana do novo chefe do BC americano. Alguns analistas dizem que o Fed evitaria de toda forma sinalizações mais claras neste comunicado diante da mudança iminente de comando da instituição.


No fechamento, o dólar comercial caiu 0,25%, a R$ 3,2645. Na mínima, a taxa foi a R$ 3,2569, após máxima de R$ 3,2925.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos