Bolsas

Câmbio

MP pede retirada de grades que cercam o Planalto, a Alvorada e o STF

O Ministério Público Federal em Brasília protocolou ação civil pública na Justiça contra a União pedindo a retirada das grades que cercam os palácios do Planalto e da Alvorada e do Supremo Tribunal Federal (STF), informou o órgão em nota.


"A permanência das grades viola o projeto arquitetônico elaborado por Oscar Niemeyer e o Conjunto Urbanístico de Brasília (CUB), bem tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A ação, com pedido de antecipação de tutela, requer que as grades sejam eliminadas sob pena de multa de R$ 5 mil por dia", justificou a instituição.


De acordo com o MPF, a ação é resultado de um inquérito civil público instaurado para investigar se a instalação das cercas com o objetivo de conter manifestantes e pedestres representa uma violação ao patrimônio histórico e cultural.


"Para o MPF, diferentemente do que alegam as administrações dos bens imóveis, não é crível que as reais ameaças por integrantes de manifestações populares e aglomerações sejam cotidianas e repentinas."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos