Bolsas

Câmbio

Associação de delegados da PF se preocupa com declarações de Segovia

As primeiras declarações do novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, foram recebidas com preocupação pela principal associação representativa dos delegados da corporação.


O novo presidente da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), Edvandir Félix de Paiva, disse nesta segunda-feira (27) que as declarações "difíceis" de Segovia o colocaram em uma posição de fragilidade.


"Não esperávamos que ele desse as declarações que deu e ficamos preocupados", disse o presidente da entidade, que representa cerca de 90% dos delegados da PF.


Na segunda-feira passada (20), quando assumiu o cargo, Segovia criticou a investigação que resultou na primeiras denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB).


Maso presidente da ADPF lembrou que medidas iniciais tomadas por Segovia foram na direção contrárias às críticas de que ele agiria por influência política.A manutenção da equipe que cuida das investigações contra a corrupção, por exemplo, foi um dos pontos elogiados. A equipe, liderada pelo delegado Josélio Azevedo, toca as investigações contra políticos no âmbito da Lava-Jato.


Paiva ressaltou, no entanto, que a ADPF só vai se manifestar formalmente sobre a gestão Segovia após as primeiras ações concretas do diretor.


Segovia já integrou a direção da ADPF e chegou a disputar o comando da entidade, mas foi derrotado na eleição interna.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos