Bolsas

Câmbio

Dólar sobe e é negociado no patamar de R$ 3,24 com cena externa

O dólar e os juros futuros operam com viés de alta na manhã desta quarta-feira. A direção do câmbio no Brasil é a mesma observada em outros mercados emergentes, numa sessão de alta da divisa americana e sinais de busca por proteção no exterior. A cautela também prevalece no ambiente brasileiro diante das incertezas em torno da reforma da Previdência.


A sensibilidade ao tema ficou evidente na sessão de terça-feira e não se descarta que a instabilidade dos ativos persistirá nos próximos dias. No fim da tarde de ontem, o dólar futuro praticamente zerou a queda com novos ruídos em torno da contagem de votos, assim como os juros futuros na sessão estendida.


Por volta das 10h10, o dólar comercial subia 0,36%, a R$ 3,2447.


Os vencimentos mais longos dos juros futuros também apontam para cima, em relação ao valor de ajuste do dia anterior. O DI janeiro/2021 subia a 9,240% (de 9,180% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2023 avançava a 10,120% (de 10,050% no ajuste anterior).


Hoje, estão previstas reuniões do PMDB e PSDB, que podem definir a posição das siglas sobre a reforma da Previdência.


Esta quarta-feira também é dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). Há quase um consenso entre os especialistas de que Selic cairá para 7%, nova mínima histórica. Boa parte dos analistas destaca que o ciclo de cortes se aproxima do fim, mas o Copom não deve se fechar à possibilidade de novos movimentos no começo de 2018. Por ora, os vencimentos mais curtos dos juros futuros operam bem próximos da estabilidade. O DI janeiro/2019 operava a 7,040%, mesmo nível observado no ajuste anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos