Bolsas

Câmbio

Demanda interna por bens industriais recua 1,1% em outubro, diz Ipea

O consumo aparente de produtos industriais apresentou queda de 1,1% em outubro, na comparação a setembro, pela série com ajuste sazonal, divulgou nesta quinta-feira o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O indicador é composto da produção industrial doméstica, acrescidas importações e reduzidas exportações.


Foi a primeira queda do indicador medido pelo Ipea desde julho deste ano (-1,97%).


Quando comparado a outubro do ano passado, o consumo aparente está 8,1% acima do patamar visto naquele mês. Dessa forma, o desempenho acumulado em 12 meses acelerou na passagem de setembro (+1,1%) para outubro (+2,5%).


"Apesar da queda de outubro, esperamos continuidade da recuperação para os próximos meses. Obviamente que alguns dados podem vir negativos, revezando altas e baixas, mas com resultados interanuais bastante significativos, mostrando recuperação da demanda por produtos industriais", disse José Ronaldo de Castro Souza Júnior, diretor de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea.


Dos componentes do consumo aparente, a produção doméstica líquida de exportações recuou 0,3% em outubro frente a setembro. Já as importações de bens industriais apresentaram uma pequena acomodação, com baixa de de 0,2% na margem.


Metade dos 22 segmentos industriais acompanhados apresentou crescimento da produção. Com isso, o índice de difusão (que mede a porcentagem dos segmentos da indústria de transformação em alta) recuou de 59% para 50%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos