Dólar sofre segunda queda seguida, de olho no exterior

O dólar fechou em queda pelo segundo pregão consecutivo nesta segunda-feira (18), embora a uma boa distância das mínimas do dia. Lá fora, a moeda americana também reduziu a baixa frente a uma série de divisas emergentes e do G-10.No encerramento, o dólar comercial caiu 0,31%, a R$ 3,2974. Na mínima, a cotação desceu a R$ 3,2791 (-0,86%).


A queda do dólar ao longo do dia foi orientada pela maior demanda por ativos de risco no exterior. O noticiário sobre a reforma tributária nos Estados Unidos teve efeito negativo sobre a moeda, em meio a dúvidas sobre a efetividade do projeto. No mercado de ações, contudo, prevaleceu o otimismo de aprovação do texto da reforma americana- todos os três principais índices de ações de Nova York operavam em novas máximas históricas, com o Nasdaq Composto acima de 7 mil pontos pela primeira vez.


As duas sessões de queda do dólar (nas quais acumulou baixa de 1,15%) representam um alívio após a moeda ter subido 3,24% entre os dias 7 e 14 de dezembro, elevação equivalente a cerca de 10 centavos, para R$ 3,3357. E corrobora expectativas de algumas casas de que a cotação varie entre patamares próximos aos atuais.


A gestora Icatu Vanguarda, por exemplo, vê o dólar oscilando entre R$ 3,15 e R$ 3,35 e considera que os patamares acima de R$ 3,30, nos quais operou recentemente o risco/retorno de apostas na queda da moeda americana, são mais vantajosos.


"As contas externas locais seguem saudáveis e sem sinais de deterioração, o que vislumbra uma moeda mais comportada ao longo do tempo", diz a casa, em nota. "Contudo o cenário externo será fundamental nas próximas semanas. Parece que uma janela mais positiva para emissão de ações e dívida corporativa está aberta, o que sempre ajuda os fluxos para a moeda local", acrescentam profissionais da Icatu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos