ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

BC atualiza metodologia do Índice de Commodities Brasil

21/12/2017 13h31

Considerando a relevância dos preços das commodities para os ciclos inflacionários no Brasil, o Banco Central (BC) promoveu uma atualização na metodologia de cálculo do Índice de Commodities Brasil (IC-Br). O objetivo é ajustar o índice a mudanças estruturais observadas na economia brasileira e maximizar sua correlação com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que subiu 18% em comparação com a fórmula de cálculo anterior.


O detalhamento da nova metodologia está em boxe do Relatório Trimestral de Inflação (RTI), e envolveu uma ampliação do período da amostra utilizada na estimação dos pesos, de 8 para 13 anos, a utilização de informações acerca do consumo intermediário de commodities provenientes da Tabela de Recursos e Usos, inclusão de novas commodities nos segmentos agropecuário e metálico e um aumento do peso relativo do petróleo nos meses mais recentes, em consonância com a nova política de preços adotada pela Petrobras.


De acordo com o estudo, a definição da ponderação associada ao IPCA não é trivial, dado que as commodities são, em grande parte, insumos primários para a produção dos bens e serviços da cesta de consumo. Além disso, a influência das commodities sobre a inflação brasileira não se restringe à elevação do custo de produção, uma vez que flutuações nos preços desses produtos tendem a alterar os termos de troca, com implicações sobre a renda e a demanda domésticas.

Mais Economia