ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ônibus invade estação de metrô em Moscou e 5 deixa mortos

25/12/2017 12h48

(Atualizada às 21h16) Ao menos cinco pessoas morreram e 15 ficaram feridas nesta segunda-feira (25), quando um ônibus invadiu uma passagem subterrânea de pedestres em Moscou.


As autoridades russas negaram a possibilidade de que o incidente tenha sido um ataque deliberado e afirmaram que ou o motorista perdeu o controle do veículo ou o ônibus teve algum problema técnico.


O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, determinou que todos os ônibus da cidade passem por uma vistoria.




7gsaIwlNBwU
[valor_admin_ui:youtube|video=7gsaIwlNBwU|width=560|height=315]






Vídeo postado nas redes sociais mostrou o ônibus saindo da rua e descendo as escadas da passarela de pedestres, atropelando várias pessoas até ser parado pelo teto da passagem. Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas.




O motorista que, segundo uma fonte ouvida pela agência Interfax, estava sóbrio, foi detido pela polícia. O incidente ocorreu em uma das estações mais movimentadas da capital russa, a Slavyansky Boulevard.


Esta segunda-feira era um dia normal para os russos, já que o Natal da Igreja Ortodoxa é celebrado no dia 7 de janeiro.


Dez ambulâncias, equipes de bombeiros e helicópteros para retiradas médicas foram deslocados para o local do incidente, segundo as agências russas.


Moscou será a sede da Copa do Mundo de 2018, que começa em 14 de junho.


Testemunha


Em entrevista a agências de notícias russas, um dos passageiros afirmou que o motorista "agiu de propósito". A testemunha estava sentada ao lado do condutor do ônibus, às 14h50 (horário local), e perguntou quando o veículo iria partir. O motorista teria respondido: "Às 15h."


"Ele parecia estar calmo," disse o homem. "De repente, do nada, ele pisou no acelerador e dirigiu para cima da calçada. Eu fiquei surpreso, porque ele poderia ter dirigido para cima de um ônibus parado na nossa frente ou em direção a algumas árvores, se quisesse parar o veículo. Mas ele deliberadamente conduziu o ônibus para a passagem subterrânea", afirmou a testemunha, que não se identificou. Segundo ela, muitas pessoas ficaram esmagadas embaixo do ônibus, enquanto os cinco ou seis passageiros dentro do veículo, ele incluído, saíram ilesos

Mais Economia