Bolsas

Câmbio

Brasil começa 2018 com fluxo cambial negativo, mas saídas desaceleram

O fluxo cambial ao Brasil começou o ano negativo, marcando a quarta semana seguida no vermelho. Mas o déficit ficou bem abaixo dos verificados em períodos anteriores, com as operações financeiras registrando o melhor desempenho em quase dois meses.


Entre os dias 2 e 5 de janeiro, o câmbio contratado para operações comerciais e financeiras registrou em conjunto saída líquida de US$ 71 milhões. Apesar de ainda negativo, o resultado é bem melhor que os déficits das semanas anteriores: de US$ 3,099 bilhões (entre 26 e 28 de dezembro), US$ 3,472 bilhões (entre 18 e 22 de dezembro) e US$ 2,626 bilhões (entre 11 e 15 de dezembro).


Na semana passada, as operações comerciais mostraram saída líquida de US$ 618 milhões - pior resultado desde o déficit de US$ 807 milhões apurado na semana finda em 24 de novembro.


Mas a conta financeira, que registra investimentos em portfólio, por exemplo, teve superávit de US$ 547 milhões, o maior desde a semana encerrada em 17 de novembro.


No mesmo período do ano passado, a conta financeira teve rombo de US$ 1,277 bilhão. Já a comercial amargou déficit de US$ 561 milhões, menor que o da primeira semana de 2018.


O saldo negativo de US$ 71 milhões do fluxo cambial na primeira semana de janeiro está bem abaixo do de US$ 1,838 bilhão contabilizado um ano antes.


Em 2017, o fluxo piorou nos últimos dois meses do ano e encerrou com sobra de dólares de apenas US$ 625 milhões, de um pico de US$ 11,779 bilhões no acumulado do ano até maio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos