ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Juliana Azevedo assume presidência da Procter & Gamble no Brasil

11/01/2018 12h39

A fabricante americana de bens de consumo Procter & Gamble (P&G) escolheu Juliana Azevedo para assumir a operação brasileira a partir de 1º de fevereiro em substituição a Alberto Carvalho, que ficou 26 anos na multinacional, sendo os últimos cinco como presidente.


Juliana atuava como vice-presidente global de cuidados femininos na P&G na sede da companhia, em Cincinnati (EUA). A primeira mulher na liderança na companhia no Brasil se reportará a Juan Fernando Posada, presidente da P&G na América Latina.


Segundo nota à imprensa, Carvalho deixará a companhia por motivos pessoais, mas deverá ficar por mais algum tempo auxiliando na transição. Juliana iniciou na multinacional como estagiária há mais de 20 anos, tendo passado pelas áreas de marketing, vendas, planejamento estratégico e gestão, em diversos países.


Nos primeiros 15 anos de companhia, a nova executiva dedicou-se ao negócio no Brasil, atuando com as marcas dos segmentos de cuidados femininos e cuidados com o bebê, que conquistaram a liderança no mercado local durante sua gestão. Em 2013, ela foi promovida a vice-presidente de cuidados com a beleza para a América Latina e dois anos depois assumiu o comando global dessa divisão.


"Estamos muito felizes com o retorno da Juliana para liderar uma das principais operações da companhia no mundo. Suas habilidades serão fundamentais para que a P&G continue crescendo de maneira sustentável no país. Ela focará o desenvolvimento de inovações que transformem a vida de nossos consumidores, em parceria com o varejo", disse Posada, no comunicado.


No primeiro trimestre fiscal encerrado em setembro de 2017, a dona de marcas como Ariel, Gillette e Pampers obteve lucro líquido atribuído aos controladores de US$ 2,85 bilhões, crescimento de 5% quando comparado ao mesmo período de 2016.

Mais Economia