ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Área técnica do Cade sugere reprovação de compra da Owen pela Nadir

17/01/2018 10h11

A Superintendência Geral (SG) do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sugeriu a reprovação da compra da Owen-Illinois do Brasil pela Nadir Figueiredo. O despacho foi publicado nesta quarta-feira no "Diário Oficial da União" (DOU).


A Nadir Figueiredo atua na produção, indústria, comercialização, distribuição, importação e exportação de produtos de vidro , enquanto a Owen-Illinois fabrica embalagens de vidro e utilidades domésticas de vidro.


Para a SG, o negócio leva a uma sobreposição horizontal - a junção de empresas que atuam no mesmo mercado e na mesma etapa da cadeia produtiva -na produção de utilidades domésticas de vidros.


"A análise apontou a existência de um mercado que, previamente à operação, já era bastante concentrado. A Nadir, em alguns pontos (como a manutenção das margens e das receitas mesmo com a entrada de importados), já apresenta amplo domínio do mercado. Uma série de aquisições nos últimos anos foram, gradualmente, concentrando cada vez mais o mercado nacional de utilidades domésticas nas mãos da empresa", pontuou o parecer da secretaria.


Assim, prossegue o texto, "os problemas concorrenciais decorrentes da operação são de difícil solução negociada, dadas as características do mercado, da operação e o fato de existir apenas uma grande empresa concorrente no país além das Requerentes".


"Remédios estruturais [venda de ativos] significariam praticamente a não aceitação da operação e é improvável que remédios comportamentais sejam suficientes para mitigar as preocupações concorrenciais", conclui.


Agora, o caso será repassado para um dos seis conselheiros do Cade, que relatará o processo. Ele deverá elaborar um voto, seguindo ou não a sugestão da SG, que em seguida será votado pelo plenário da autoridade antitruste, formado pelos conselheiros e pelo presidente da autarquia.

Mais Economia