Bolsas

Câmbio

Atividade de serviços cresce em janeiro no Brasil, diz Markit

A atividade do setor de serviços do Brasil se estabilizou em janeiro, após cair em dezembro, influenciada pelo aumento de novos pedidos, segundo o Índice Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), da consultoria IHS Markit. O indicador marcou 50, nível que divide aumento e queda da atividade, ante 47,4 em dezembro.


"Os entrevistados relataram novas encomendas e uma base maior de clientes como as causas do aumento na atividade. Aqueles que indicaram contração mencionaram uma competição acirrada e um cenário econômico desafiador como motivos", diz o relatório da Markit.


Com o resultado do PMI de serviços, o indicador composto do setor privado brasileiro - que também leva em conta a indústria - subiu de 48,8 para 50,7 em janeiro.


"O conjunto de dados mais recente do PMI indica que a economia brasileira tomou uma direção positiva no início do ano. A revitalização, embora modesta, refletiu tanto uma estabilização na atividade do setor de serviços quanto a continuação do crescimento da produção industrial. A quantidade de novos trabalhos cresceu em ambos os segmentos em janeiro, mas apenas a indústria aumentou o número de funcionários. O nível de empregos no setor de serviços caiu ainda mais, já que as empresas tentaram manter os custos sob controle e continuaram a operar abaixo da capacidade total", afirmou Pollyanna De Lima, economista da Markit responsável pelo PMI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos