Bolsas

Câmbio

Exterior em forte queda arrasta Ibovespa ao 81 mil pontos

O movimento negativo das bolsas americanas hoje arrastou o Ibovespa para os 81 mil pontos, em um dia de perdas para praticamente todos os ativos da renda variável.


No ajuste final, o Ibovespa caiu 2,59%, aos 81.861 pontos, na mínima do dia. O volume negociado foi de R$ 7,9 bilhões. Somente as units da Klabin (+0,62%, a R$ 17,75) fecharam em alta hoje.


A piora começou a se desenhar na reta final do pregão, conforme as bolsas americanas acentuavam perdas. O Ibovespa caiu 1,80% no fechamento, às 18h, e perdeu 664 pontos apenas no leilão de ajuste, quando o Dow Jones chegou a desabar mais de 5%.


As siderúrgicas, papéis considerados de "beta alto", isto é, que se movem com mais intensidade do que o próprio Ibovespa, tiveram os piores desempenhos no dia. CSN (-5,76%), Gerdau PN (-5,70%) e Gerdau Metalúrgica (-5,18%) lideram as baixas, enquanto outros ativos de peso, como Petrobras PN (-4,66%) e Itaú (-3,51%) também recuaram. Mesmo a Vale, que vinha em um pregão de ganhos no dia, inverteu a tendência junto com o mercado e cedeu.


Segundo operadores, o forte ajuste lá fora ocorreu depois da leitura de que o crescimento mais acelerado da economia americana pode mudar o ritmo de alta de juros no país. A perspectiva fez com que apostas mais "defensivas" voltassem a rondar os negócios.


Mas a bolsa brasileira, na leitura de alguns especialistas, ainda mostra força em relação ao próprio exterior e pode se ajustar até os 80 mil pontos, depois que escalada aos 86 mil pontos foi feita rapidamente. A força pôde ser vista depois que Wall Street começou a piorar o desempenho, enquanto, no Brasil, os preços conseguiam se sustentar.


Ainda assim, para Marcos Mollica, sócio da Rosenberg Investimentos, o mercado entrou numa trajetória preocupante, que se retroalimenta. "Esse movimento começou como uma correção, depois que as bolsas subiram muito e de forma acelerada", afirma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos