ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Inauguração de metrô em SP vira ato de campanha pró-Alckmin

02/03/2018 14h25

Em clima de campanha, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), pré-candidato à Presidência, inaugurou na manhã desta sexta-feira (2) a estação de metrô Eucaliptos, na zona sul da capital. É a segunda obra do tipo entregue neste ano pelo tucano. Parte da linha 5 da rede, fica em frente ao shopping Ibirapuera, um dos mais tradicionais da cidade.


No ato, Alckmin estava acompanhado do prefeito João Doria, cotado para disputar o governo do Estado pelo PSDB no fim do ano. Os três pré-candidatos oficialmente inscritos para a disputa estadual (José Aníbal, Luiz Felipe d'Ávila e Floriano Pesaro) não estavam presentes.


O clima eleitoral do evento foi dado pelo deputado estadual tucano Barros Munhoz, líder do governo na Assembleia Legislativa que, em tom exaltado, discursou imediatamente antes de Doria e de Alckmin.


"Quero extravasar a minha alegria, a minha felicidade. Foi difícil. Foi difícil fazer essa obra. Mas graças a Deus nós temos à frente do governo do Estado, e vamos ter, a partir do ano que vem, à frente do Brasil, no comando da nossa nação, Geraldo Alckmin", discursou, para aplausos dos presentes.


Doria, na sequência, foi igualmente explícito. Falando sobre os empregos gerados pela obra civil da construção da estação e dirigindo-se ao governador, afirmou: "O maior desafio que o senhor terá ao longo de sua trajetória para chegar à Presidência da República, e na qualidade de Presidente da República, será a geração de emprego e a geração de renda."


Ao falar, Alckmin não pediu voto nem mencionou o cargo que pretende disputar. Aproveitou para listar o cronograma de obras do metrô em curso, ressaltou que o Estado de São Paulo não atrasa salários, diferentemente do que vem ocorrendo em outras regiões do país, e exaltou redução da alíquotas de impostos estaduais que promoveu para medicamentos genéricos, para o etanol e para a indústria têxtil.

Mais Economia