Bolsas

Câmbio

Em semana de IPCA, juros futuros operaram em baixa

A dinâmica positiva dos juros futuros volta a prevalecer nesta segunda-feira. A despeito do ambiente externo menos positivo para emergentes, as taxas projetadas pelos DIs operavam em baixa dando início a uma semana que contará com novos dados de inflação.


Ao redor das 10 horas, o DI janeiro/2019 era negociado a 6,480%, cerca de 3 pontos-base abaixo do ajuste anterior. Já o DI janeiro/2020 cai para 7,420%, ante 7,470% no ajuste anterior.


Nesta semana, os indicadores de produção industrial e inflação devem ajudar os investidores a calibrarem suas apostas para a trajetória da Selic. Com sinais de recuperação ainda gradual da atividade, como já mostrou o desempenho da economia no quarto trimestre de 2017, as apostas de novo corte de 0,25 ponto percentual da taxa em março já rondam 70% de chance. O IPCA de fevereiro, que está previsto para sexta-feira, pode consolidar essa leitura. Já os dados de produção industrial serão conhecidos na terça-feira.


O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, afirmou nesta segunda-feira que comportamento recente da inflação e das expectativas surpreendeu a todos inclusive o BC. "As últimas taxas vieram mais baixas do que estávamos esperando. A inflação continua baixa e favorável", disse em entrevista à rádio CBN. No entanto, ele afirmou que a decisão sobre possíveis cortes adicionais da Selic ocorrerá na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).


Entre os contratos um pouco mais longos, também há queda nos juros futuros.O DI janeiro/2021 cedia a 8,310%, ante 8,360% no ajuste anterior, eo DI janeiro/2023 recuava 9,140%, perante 9,200% anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos