ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ibovespa fecha em alta influenciado com exterior; BRF cai quase 20%

05/03/2018 19h04

Depois de abrir o dia no campo negativo, pressionado pelas incertezas geradas pela nova fase da Operação Carne Fraca, o Ibovespa encerrou o dia em alta, influenciado pelo bom desempenho das bolsas americanas e pelos avanços nas ações da Petrobras.


O índice avançou hoje 0,3%, aos 86.023 pontos, depois de tocar a mínima de 85.053 pontos. O giro financeiro chegou a R$ 8,2 bilhões, montante inferior aos R$ 8,6 bilhões movimentados no pregão da última sexta-feira (2).


A virada do Ibovespa para o campo positivo acompanhou a recuperação das bolsas americanas, que, no início da tarde, passaram a operar no azul, influenciadas por dados do setor de serviços dos EUA em fevereiro que superaram as expectativas dos analistas. S&P 500, Dow Jones e Nasdaq fecharam com valorizações de, ao menos, 1% na sessão de hoje.


Com o otimismo no exterior, Petrobras ON (+2,85%) e Petrobras PN (+2,84%) tiveram as maiores altas do Ibovespa. Segundo analistas, os papéis refletem a maior busca por ativos de risco. Além disso, a falta de notícias negativas envolvendo a estatal faz com que os investidores tenham uma postura favorável em relação às ações.


O desempenho do Ibovespa foi limitado pelas perdas expressivas nas ações ON da BRF, que fecharam em queda de 19,75% aos R$ 24,75, reagindo às investigações deflagradas hoje pela Polícia Federal ? o ex-presidente da companhia, Pedro Faria, e o ex-vice-presidente de operações, Hélio Rubens Mendes dos Santos, foram presos.


Segundo fontes, as incertezas quanto aos possíveis danos das investigações à BRF fizeram com que muitos investidores optassem por se desfazer dos papéis da empresa. A nova fase da operação Carne Fraca, que mira diretamente a BRF, ocorre num momento delicado para a companhia, que já vinha enfrentando discussões quanto à sucessão de seu conselho de administração.


Tal cenário fez com que as ações da BRF registrassem o maior volume financeiro do dia, movimentando R$ 1,2 bilhão ? até o pregão de 2 de março, o giro médio diário dos papéis em 2018 era de R$ 181,7 milhões. Em sequência, aparecem as ações PN da Petrobras, com giro de R$ 1,18 bilhão.


Além da Petrobras, também apareceram ente as maiores altas do Ibovespa Itaúsa PN (+2,68%) e Kroton ON (+2,38%). Na ponta negativa, fizeram companhia à BRF os papéis ON da JBS (-5%) e Smiles ON (-3,58%).

Mais Economia