Bolsas

Câmbio

Anbima: Estrangeiros dominam fusões e aquisições pelo 4º ano seguido

(Atualizada às 12h33) A maior parte das operações de fusões e aquisições anunciadas em 2017 foi de empresas estrangeiras comprando brasileiras, pelo quarto ano consecutivo. No ano passado, essas operações responderam por 47% do total.


O segundo maior volume, de 37,5%, foi de transações entre empresas brasileiras, segundo dados são da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).


"As operações foram principalmente para aquisições de controle", diz Dimas Megna, coordenador do Subcomitê de Fusões e Aquisições da Anbima.


Outros 7% das operações foram de brasileiras comprando estrangeiras e 9%, de estrangeiras comprando também empresas estrangeiras, com atuação no Brasil.



As transações, tanto em volume financeiro como em número de operações, foram lideradas principalmente pelos bancos BTG Pactual e Itaú BBA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos