ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ibovespa sobe descolado do exterior; JBS e Eletrobras lideram

12/03/2018 16h25

O Ibovespa mostra força e permanece em campo positivo nesta segunda-feira, afastando-se das bolsas americanas, que apresentam desempenho irregular na sessão de hoje. JBS ON, Eletrobras PNA e Fibria ON são os destaques do dia, influenciadas pelo noticiário corporativo.

Por volta de 16h20, o índice registrava valorização de 0,59%, aos 86.885 pontos, perto da máxima do dia, de 87.020 pontos (+0,75%). O giro financeiro totalizava R$ 4,67 bilhões ? neste ritmo, o volume negociado ao fim do pregão será de R$ 5,52 bilhões.

O desempenho do Ibovespa contrasta com o das bolsas americanas, que passam por um processo de ajuste após as fortes altas da última sexta-feira: o Dow Jones recua 0,65% e o S&P 500 cai 0,16%, enquanto o Nasdaq sobe 0,37%.

Internamente, o clima de otimismo em relação à continuidade no ciclo de cortes da Selic ? hoje, a pesquisa Focus apontou que a mediana das estimativas para o juro no fim do ano recuou de 6,75% para 6,5% ?, somado ao noticiário corporativo agitado, dão suporte aos ganhos do Ibovespa.

Além disso, um operador de mercado afirma que um fluxo de recursos estrangeiros em bolsa tem impulsionado o índice desde o pregão anterior, o que ajuda o Ibovespa a não acompanhar as bolsas americanas na sessão de hoje.

Na ponta positiva do indicador, destaque para JBS ON (+5,22%), maior alta do dia. Ontem, o jornalista auro Jardim, de "O Globo", informou que o BNDES está negociando a venda de sua participação na empresa para fundos soberanos, em um negócio avaliado em R$ 7 bilhões.

Também entre as maiores altas, Eletrobras PNA (+4,05%) é impulsionada pela declaração do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmando que a comissão apra discutir o projeto de privatização da estatal será instalada amanhã.

Fibria ON (+3,82%), por sua vez, reage à notícia publicada pelo Valor de que a Paper Excellence apresentou uma proposta firme de compra da empresa neste fim de semana. Já Suzano ON (-4,32%), que também tem uma proposta encaminhada pela Fibria, tem a maior queda do indicador.

Mais Economia