ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Após tombo, Petrobras se recupera nesta 6ª e ajuda Ibovespa a subir

16/03/2018 11h25

Depois de uma abertura hesitante, o Ibovespa firmou um comportamento positivo nesta sexta-feira (16) e, por volta das 11h15, subia 0,42% para 85.287 pontos.

A recuperação vem, principalmente, do desempenho das ações de Petrobras, que ontem foram destaque negativo. A ação preferencial, que ontem (15) cedeu 4,78%, subia 1,45% há pouco. O papel mostrava forte volume financeiro para o horário, de R$ 320 milhões. Já Petrobras ON subia 1,38%.

Segundo operadores, as ações da petroleira caíram ontem num movimento de realização de lucros, que encontrou argumento no prejuízo de R$ 5,5 bilhões da companhia e também no ambiente internacional, mais cauteloso diante da postura mais protecionista adotada pelo governo americano. Mas, na visão desses profissionais, a empresa teve um balanço positivo, já que o resultado negativo foi impactado por despesas não recorrentes. E, hoje, os preços mais baixos dos papéis atraem os compradores.

As ações de bancos, que também tiveram quedas expressivas nas últimas duas sessões, ajudam a amparar o índice. No horário, Bradesco ON subia 1,62%, Bradesco PN ganhava 1,08% e Itaú avançava 1,05%.

Outros destaques no dia são as ações da Suzano (16,54%), entre as maiores altas, e Fibria (-9,20%), uma das maiores baixas. As ações reagem à confirmação da fusão entre as duas empresas. A Suzano ON lidera as altas do Ibovespa no horário.

Quem lidera o ranking de maiores perdas no momento é Qualicorp (-10,64%). A empresa divulgou lucro líquido de R$ 90,4 milhões, 2,27% abaixo do esperado pelo mercado.

Mais Economia