ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Economia brasileira encolhe 0,3% em janeiro, mostra Monitor do PIB-FGV

21/03/2018 08h29

A economia brasileira abriu 2018 em queda, mas continuou apontando crescimento no trimestre móvel encerrado em janeiro, conforme pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Monitor do PIB mostrou um recuo de 0,3% na atividade na passagem de dezembro de 2017 para o primeiro mês de 2018. Essa queda, contudo, "não chega a soar como um sinal de alarme", diz Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV.

No trimestre móvel fechado em janeiro, houve expansão de 0,9% em comparação ao trimestre móvel concluído em outubro.Na comparação interanual, o PIB do trimestre encerrado em janeiro teve avanço de 2,2%, dando continuidade à trajetória ascendente, diz a FGV. Os destaques são as atividades de agropecuária ? com ampliação de 8,2% graças ao crescimento de 26% da pecuária, já que a agricultura encolheu 1,9% ?, transformação (6,1%), comércio (4,6%) e transporte (2,9%).

Os impostos também contribuíram positivamente para o crescimento do PIB desse trimestre, com elevação de 3,3%.

O consumo das famílias apresentou alta de 2,7% no trimestre móvel até janeiro, na comparação interanual. Todos os componentes do consumo das famílias apresentaram taxas positivas nessa comparação, com destaque para as contribuições de produtos não duráveis e produtos duráveis,

A formação bruta de capital fixo (FBCF, uma medida de investimentos) continua em trajetória ascendente, aponta a FGV, com incremento de 4,4% no trimestre móvel findo em janeiro, na comparação interanual. "Mais uma vez, o ótimo desempenho da FBCF se deve, principalmente, a máquinas e equipamentos, que cresceram 15,5% nesse trimestre", diz a entidade. A construção, no entanto, recuou 1,6%.

A exportação apresentou aumento de 1,9% no trimestre móvel findo em janeiro, na comparação interanual.Já a importação subiu 7,6% no período.

Em termos monetários, o PIB em valores correntes foi de R$ 546,9 bilhões em janeiro.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia