Bolsas

Câmbio

Anima deixa prejuízo e quer crescer em SP, MG, Goiás e Santa Catarina

O grupo de educação Anima registrou um lucro líquido de R$ 10,8 milhões no quarto trimestre de 2017, revertendo resultado negativo de R$ 36,5 milhões do mesmo período de 2016.

Na mesma base de comparação, a receita líquida da companhia cresceu 6,9%, passando de R$ 268,4 milhões para R$ 276,3 milhões.

A melhora na última linha do balanço reflete uma redução de 43,2% no prejuízo financeiro para R$ 7,5 milhões e um aumento de 32,5% no resultado operacional, para R$ 49,7 milhões.

A empresa diz ainda que foi beneficiada pelo Programa de Regularização Tributária (PERT) do governo federal, gerando ganhos de R$ 5,8 milhões no trimestre.

Expansão

A Anima vai focar sua expansão orgânica nos Estados de São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais e Goiás. As instituições de ensino da companhia ? São Judas, Sociesc, Una e Uni-BH ? estão localizadas nessas regiões. As aquisições também continuam fazendo parte da estratégia do grupo, segundo Marcelo Bueno, diretor vice-presidente executivo da Anima.

Em teleconferência nesta quinta-feira (22) sobre os resultados do 4º trimestre, o executivo informou ainda que neste ano a companhia continuará seu trabalho de recomposição de margem. Em 2017, a margem de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) melhorou 0,6 ponto percentual, para 16,7%.

Outro item que impactou o balanço do quatro trimestre de 2017 foi o de despesas de marketing e que, segundo Bueno, deve cair também nos próximos trimestres. Houve aumento de 41,8% nessa linha devido à abertura de novos campi da São Judas que demandou maior investimentos em divulgação. Segundo Bueno, com o amadurecimento dessas novas unidades as despesas com marketing tendem a cair.

Questionado por analistas sobre a demanda das três novas unidades da São Judas, o executivo informou que a procura está dentro do esperado, mas pontuou que a concorrência está bastante acirrada entre as instituições de ensino.

Bolsa

Por volta das 11h30, as ações da Anima registravam queda de 2,15% na B3, cotadas a R$ 26,42.

No quarto trimestre, a Anima apurou um aumento de 0,6 ponto percentual na taxa de evasão. Com isso, 4,3% dos alunos desistiram dos seus cursos nos últimos três meses do ano passado. A companhia vinha conseguindo manter ou melhorar essa linha do balanço nos últimos trimestres.

Além disso, a empresa viu sua linha de despesas de marketing subir quase 42%, devido à necessidade de maior divulgação dos novos campi da Universidade São Judas abertos nos últimos meses. De acordo com Bueno, essa linha de despesa deve voltar aos patamares padrões assim que as novas unidades estiverem maduras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos