ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Eletrobras quer poupar R$ 890 milhões com 3 mil demissões voluntárias

26/03/2018 10h40

A Eletrobras informou nesta segunda-feira (26) o lançamento do plano de demissão consensual (PDC). A meta da empresa é alcançar 3 mil adesões no plano de demissão voluntária, o que vai representar uma economia da ordem de R$ 890 milhões ao ano.

De acordo com a estatal, a iniciativa está sendo implantada simultaneamente em todas as empresas do Sistema Eletrobras.

Em nota, a Eletrobras explicou que o PDC é uma das iniciativas previstas no plano de negócios e gestão (PNG) da empresa para o período de 2018 a 2022. O PDC teve aprovação da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest).

A adesão dos empregados pode acontecer até 27 de abril e os desligamentos ocorrerão em oito turmas, de 30 de maio a 14 de dezembro deste ano. São elegíveis ao PDC empregados que tenham, no mínimo, dez anos de vínculo empregatício com a empresa, no momento do desligamento, considerando o limite de 14 de dezembro de 2018; ou anistiados e reintegrados à empresa por meio da comissão especial interministerial de anistia.

Ainda no documento, a Eletrobras explicou que "a possibilidade de desligamento se dá pela crescente automação adotada nas empresas Eletrobras, na utilização de um sistema de gestão empresarial (ERP) unificado nas companhias e também da criação de um Centro de Serviços Compartilhados. Além disso, a redução de quadro de pessoal busca um alinhamento dos custos da Eletrobras às tarifas, evitando prejuízos operacionais no futuro".

Mais Economia