Bolsas

Câmbio

Dona do Frango Assado diminui prejuízo no quarto trimestre

A IMC, controladora de Viena e Frango Assado, registrou prejuízo de R$ 15,9 milhões no quarto trimestre de 2017, um recuo de 75,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando as perdas somaram R$ 65,1 milhões. No total do ano de 2017, a empresa teve lucro líquido de R$ 3,7 milhões, contra prejuízo de R$ 76,4 milhões em 2016.

De outubro a dezembro de 2017, a receita líquida somou R$ 366,9 milhões, avanço anual de 1%. Já no total do ano passado, a receita recuou 2,9%, para R$ 1,49 bilhão.

No quarto trimestre de 2017, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 4,9 milhões, contra um resultado negativo de R$ 30,9 milhões no mesmo período de 2016. Em 2017, o Ebitda totalizou R$ 110,5 milhões, 2,4 vezes superior a 2016.

Segundo a empresa, em informe de resultados, o desempenho foi melhor em todas as regiões. No Brasil, o resultado operacional subiu 82% em 2017 ante 2016. Nos Estados Unidos houve crescimento de 13% e no Caribe o avanço foi de 6%.

A empresa também destaca a queda de 3,3% no custo com alimentos ante 2016, para R$ 347,7 milhões em 2017, e de 1,5% do custo de mão de obra direta, para R$ 400,1 milhões.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 3,4 milhões no quarto trimestre de 2017, uma piora de 67% ante o valor também negativo de R$ 2 milhões em igual intervalo de 2016. No acumulado do ano, foram perdas financeiras de R$ 9,1 milhão, ante R$ 15,3 milhões em 2016.

Leia mais:

Fusão de IMC e Sapore volta ao radar

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos