Bolsas

Câmbio

Lula é inocente, afirma Dilma em ato no sindicato do ABC

Em um discurso de aproximadamente 10 minutos em um caminhão de som na frente do Sindicato dos Metalúrgicos dos ABC, em São Bernardo do Campo (SP), a ex-presidente Dilma Rousseff disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é inocente e perguntou: "Por que eles [os magistrados] se apressaram [em decretar a prisão do petista]?".

Lula estava no interior da entidade e não deve discursar hoje. É provavel que fale amanhã para apoiadores e militantes que se concentraram na frente do Sindicato.

"Ficou claro que a maioria [dos ministros do Supremo] entendia que não podia ferir a presunção de inocência", disse ela. "Eles querem apagar o que nós fizermos em 13 anos."

Muito aplaudida, Dilma completou: "Tenham certeza de que o presidente Lula é uma pessoa integra, forte e corajosa. Ele não é como esses que semeiam o ódio".

Segundo a ex-presidente, Lula e seus apoiadores farão "uma resistência pacífica" contra o que chamou de fascismo.

Depois de Dilma foi a vez do senador Lindbergh Farias (PT-RJ) discursar. Ele chamou o juiz federal Sergio Moro de "covarde". Segundo ele, Moro antecipou a prisão de Lula porque "ficou com medo" de uma eventual nova discussão sobre cumprimento antecipado de pena no Supremo Tribunal Federal.

A presidente nacional do PT, senadora pelo Paraná Gleisi Hofmann, que falou depois, chamou Moro de juiz parcial, político e que nutre sentimento "doentio" em relação a Lula e à esquerda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos