Bolsas

Câmbio

Dólar está na casa de R$ 3,35 após dados dos EUA e atenção a caso Lula

O dólar e os juros futuros desaceleraram as altas numa reação inicial aos números do relatório de empregos dos Estados Unidos, mas, em seguida, retomaram os níveis anteriores e seguiram com avanço moderado.

Em março, a economia americana adicionou 103 mil vagas, abaixo das expectativas de 178 mil novos postos de trabalho. O número justifica o comportamento inicial nos mercados. Sem grande tração da atividade, o aperto monetário no país ainda tende a ser gradual, o que inibe a alta do dólar.

Por outro lado, podem ser vistos sinais de inflação no mercado de trabalho, que abre espaço para o Federal Reserve (Fed, banco central americano) continuar com seus planos de altas de juros. O ganho médio da renda salarial subiu 2,7% em 12 meses até março, acima dos 2,6% no acumulado no mês anterior.

Além dos dados do mercado de trabalho, o que ampara a alta do dólar hoje são as preocupações com uma guerra comercial entre Estados Unidos e China. Ontem, o presidente americano, Donald Trump, pediu ao Departamento de Comércio a aplicar mais US$ 100 bilhões em tarifas contra produtos chineses.

Às 10h14, o dólar comercial subia 0,32%, a R$ 3,3520. Na máxima por ora foi a 3,3600%. Ocontrato futuro para maio avançava 0,16%, a R$ 3,3565.

Nos juros futuros, o DI janeiro/2021 subia a 8,050%, ante 8,020% no ajuste anterior, e o DI janeiro/2023 avançava a 9,080%, de 9,050%.

Os investidores se voltam ainda para a ordem de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Não se esperava que isso ocorresse tão cedo, dois dias após o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) , que engou pedido de habeas corpus a Lula, embora já houvesse ampla expectativa de que o petista seria preso. No entanto, ainda há incertezas sobre o quadro eleitoral, a exemplo da falta de apoio popular aos candidatos de centro nas pesquisas de opinião.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos