Bolsas

Câmbio

Dólar e juros recuam com tom mais ameno no exterior

O dólar e os juros futuros iniciaram a quinta-feira em baixa. O ambiente externo mais ameno e a valorização de emergentes contribuem para o câmbio brasileiro.

No exterior, o presidente americano, Donald Trump, aliviou o tom sobre um possível ataque contra o governo sírio. Em mensagem publicada mais cedo no Twitter, o republicano disse que uma ofensiva pode acontecer "bem em breve ou nem um pouco em breve".

Por volta das 10h10, a moeda americana cedia 0,17%, a R$ 3,3794.

A queda do dólar ajuda os juros futuros, que também recuam nesta manhã. Hoje, os dados de varejo mostram que a recuperação da atividade ainda é gradual. Com isso, é reforçado o espaço para a política monetária estimular a economia com queda da Selic.

O DI janeiro/2019 marcava 6,250% (6,260% no ajuste anterior); oDI janeiro/2020 cedia a 7,010% (7,060% no ajuste anterior); e oDI janeiro/2021 recuava a 8,020% (8,090% no ajuste anterior).

O DI janeiro/2023 baixa a 9,100% (9,160% no ajuste anterior).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos